Programa de Pós-Graduação em Educação
  • Nota de pesar do falecimento do Prof. Mario Duayer

    Publicado em 18/01/2021 às 15:33
     
    É com muita tristeza que informamos o falecimento do Professor Dr. Mario Duayer no sábado passado, depois de muitos dias de internação em Niterói, RJ, por causa do Covid-19. 
     
    Mario, junto com Maria Célia Marcondes de Moraes, trabalharam por muitos anos nos brindando uma formação acadêmica profunda e rigorosa. Mario ofereceu muitos mini-cursos aqui no PPGE propostos pela Linha Trabalho, Educação e Política (TEP) e pelo Grupo de Estudos e Pesquisa em Ontologia Crítica (GEPOC), como também participou de vários Seminários e Congressos trazendo debates contemporâneos em relação à emancipação humana, trabalho e ontologia Crítica.
     
    Estudioso impecável do Capital de Marx, entre outras obras, e também era um leitor profundo de Lukács, Mário era uma pessoa extremamente e profundamente crítica, e sua contribuição acadêmica e humana ficará plasmada nas suas traduções, artigos e capítulos de livros, lives e cursos on-line. 
     
    A melhor homenagem que podemos fazer a ele é continuar na luta contra este sistema desumanizador e  por um mundo melhor e possível, como ele tanto queria. 
     
    Mario te abraçamos forte. Te levaremos em nossos corações. Para sempre!!!

  • PROGRAMA DE DOUTORADO-SANDUICHE NO EXTERIOR (PDSE)

    Publicado em 18/12/2020 às 15:03

     

    A coordenação do PPGE/UFSC, no uso de suas atribuições, torna público o Edital Interno de Seleção de Candidaturas para o Programa de Doutorado-Sanduiche no exterior (PDSE) com base no edital nº19/CAPES/2020. Será concedida 1 bolsa com duração de 6 meses a ser iniciada no exterior entre julho e setembro de 2021.

    Podem concorrer à seleção para bolsa de doutorado sanduiche 2021 alunos regularmente matriculados no curso de doutorado do PPGE e que atendam o item 8.3 do edital n°19/CAPES/2020.

    As inscrições serão realizadas entre 04 e 27 de janeiro de 2021, exclusivamente pelo endereço eletrônico ppge@contato.ufsc.br

    Todas as informações, os critérios de seleção e a documentação exigida encontram-se no Edital 002/PPGE/2020


  • Nota de Esclarecimento e Posição da Comissão de Bolsas

    Publicado em 17/12/2020 às 12:01

    A Comissão de Bolsas do PPGE/UFSC (Portaria nº 05/PPGE/2020 de 01 de junho de 2020) vem a público esclarecer a situação atual do processo de implementação das bolsas do Programa aos estudantes que constam da lista de espera.

    Considerando que algumas Linhas de pesquisa (EI e SUPED) já esgotaram os nomes de seus estudantes indicados na lista de espera da turma de Mestrado em Educação (2019), tomamos a decisão de priorizar os estudantes das Ações Afirmativas todas as vezes que, na ordem do SORTEIO do conjunto de todas as Linhas, estejamos diante da ausência de estudantes da respectiva Linha na lista de espera.

    Assim, a ordem de distribuição seguirá conforme o sorteio e, em não havendo estudantes em uma ou outra Linha para receberem as bolsas, as mesmas serão destinadas aos estudantes das Ações Afirmativas, para em seguida retomarmos à ordem de sorteio das Linhas para distribuição de bolsas, conforme consta da página do PPGE (1ª SUPED, 2ª TEP 3ª EI, 4ª ECO, 5ª AÇÕES AFIRMATIVAS, 6ª SHE).

    Diante disso, comunicamos que a próxima estudante a ser contemplada com uma bolsa é Luciana de Freitas Silveira, da lista de Ações Afirmativas. Após a implementação desta bolsa, retorna-se à ordem das Linhas, de modo que a próxima a ser contemplada será a Linha ECO, em seguida SHE e assim por diante.

    Esclarecemos também que o critério de distribuição das bolsas por ordem de sorteio das linhas é organizativo e nada tem a ver com o pertencimento dos estudantes das Ações Afirmativas à área ou Linha à qual se vinculam.

    Os estudantes das Ações Afirmativas foram alocados em uma lista separada das demais linhas com a expectativa de que, assim, eles possam ser priorizados na distribuição das bolsas, acelerando a concessão das mesmas aos estudantes cotistas.

    Vale anunciar também que, diante da aprovação do Projeto Institucional do PPGE junto ao CNPq, poderemos contar, ao todo, com 11 bolsas de Mestrado e 11 bolsas de Doutorado concedidas pelo CNPq, sendo que, destas, 9 (nove) já estão sendo utilizadas no Doutorado e 5 (cinco) no Mestrado, restando, assim, 2 de Doutorado e 6 de Mestrado que serão implementadas imediatamente.

    Sem mais para o momento, colocamos-nos à disposição para quaisquer outros esclarecimentos.

     

    Florianópolis, 07 de dezembro de 2020

     

    Comissão de Bolsas do PPGE/UFSC

    (Portaria nº 05/PPGE/2020 de 01 de junho de 2020)


  • V Congresso Brasileiro de Alfabetização – CONBAlf

    Publicado em 15/12/2020 às 14:43

    “O mundo não será o mesmo após esse momento de Pandemia”. É o que frequentemente se ouve. Nesse mundo, as escolas, sobretudo estudantes e professores, também não serão os mesmos. Mas há algo que não mudará: a necessidade de se oportunizar e garantir educação de qualidade para todos: crianças, jovens, adultos e idosos deste país.

    Pautada nessa certeza, com os olhos atentos para esse cenário que se vem construindo recentemente mediante rupturas, descompassos e retrocessos nas políticas públicas para alfabetização, a Associação Brasileira de Alfabetização – ABAlf segue resistindo para defender e preservar as conquistas no campo da alfabetização, acolhendo e enfrentando o desafio  de repensá-las e ampliá-las.

    Com passos firmes e comprometida com o que será construído e/ou   (re)significado nas práticas reais da sala de aula e nas reflexões científicas  pelas pesquisas no campo da alfabetização, a ABAlf apresenta a proposta de seu V Congresso Brasileiro de Alfabetização, a ocorrer em agosto de 2021: ALFABETIZAÇÃO: POLÍTICAS, PRÁTICAS E RESISTÊNCIAS.  Portanto, o compromisso de todas e todos que a compõem não é pequeno com o presente, mas é ainda maior com o futuro.

    Período: 18,19 e 20 de Agosto de 2021

    Local: Universidade do Estado de Santa Catarina – Florianópolis/SC

    Mais informações em https://www.abalf.org.br/v-conbalf


  • Matrícula alunos externos 2020/2 – PPGE/UFSC

    Publicado em 01/12/2020 às 15:43

     

    RESULTADOS

    Informamos que devido ao alto número de inscrições (243 no total), e às condições de trabalho da Secretaria do PPGE/UFSC, somente tivemos condições de divulgar a lista dos selecionados na data de hoje (11/12/2020). Já estamos entrando em contato com os selecionados para proceder à matrícula, se seu nome estiverem uma das listas aguarde nosso contato. Informamos ainda que a disicplina S.E. Educação, Mídias e Recursos Didáticos (PGE410288) tem início somente em fevereiro e terá seus resultados divulgados posteriormente.

    PGE410312 – S.E. Game Design e Educação
    Ana Cristina Guimarães Barbosa
    Cleiton Marino Santana
    Cleunice Martins de S. da Silva
    Cristiane Rezende Silva
    Daysiane de Freitas Lopes Menezes
    Dego Mendes
    Edilane Carvalho Teles
     Fábio Alves Martins
    Fabio Mendes Teófilo
    Felipe Carlos de Oliveira Vieira.
    Felipe Jardim
    Giane Fernanda Schneider Gross
    Graça Viviane Pereira Santos Pereira
    Jonathan Rodrigues
    Kamyla Thais Dias de Freitas
    Leilane Marcos
    Marcelo Souza Motta
    Marcio Roberto de Lima
    Maria José Lozano
    Mauri Humberto Demaria Filho
    Neidson Dionísio Freitas de Santana
    Rubiane Ganascim Marques
    Sebastiao Donizeti da Silva
    Tales Fidelis Falque Vieira
    Vânia Amaro Gomes

     

    PGE410150 – S.E. Cognição, Aprendizagem e Jogos
    Andrey Felipe Souza
    Anna Carolina Carrijo Guimarães.
    Charles Marcelino dos Santos
    Claúdia Brito
    Claudia Daniele Spier Hoffelder
    Emiliane Rute Ramos
    Françoise Danielli
    Gesiel P. Silveira
    Giane Fernanda Schneider Gross
    Glaucinéia Pinto Cardoso
    Iva Autina Cavalcante Lima
    Izamara Rafaela Ramos
    João Carlos Diniz Martins
    João Eduardo Lamim
    João Vinicius Bobek
    Jussara Vieira
    Liliane Alves
    Luis Cesar Dias Morais
    Luiz Cláudio Ferreira
    Magda TÂNIA Martins da Silva
    MARCELO LUIS FARDO
    Martina Hartmann
    Neumar Albertoni
    Otavio Cardoso
    Rachel Winz Leite Demaria
    Rosemary Lapa de Oliveira
    Silvano Sulzart Oliveira Costa
    Valdick Barbosa de Sales Júnior
    Zeneida Britto

     

    PGE510074 – S.E. Didática no Ensino Superior
    André Otávio Saibra Conceição
    Fabíola Cardoso Cecchetti
    FELIPE WILLIAN ALVES
    Ione de Carvalho Almeida
    Josiane dos Santos de Medeiros
    Katia Monica Verdim Eggert
    Keliton da Silva Ferreira
    Marcely Vardanga
    Patricia de Simas Pinheiro
    Rute da Silva
    RUTE MIRIAM ALBUQUERQUE
    Sandra Leomar klaczek

     

    PGE510070 – S.E. Educação e Interculturalidade: diálogos com memórias, experiências e narrativas
    Ana Martinez
    Carla Juliane Nogueira de Souza
    Daniela Karine dos Santos Acordi
    Juliana da Rosa Brochado da Luz
    Maria Inés Travieso Rios Kinchescki
    Sil-Lena Ribeiro Calderaro Oliveira

     

    PGE410343 – Educação e Pandemia
    Alcinei Cabral
    Aline M.S. Almeida
    Ana Lucia Furtado Teixeira
    Carolina Pinheiro Zanoni
    Flavia Maia Moreira
    Inaê Iabel Barbosa
    João Vinicius Bobek
    Jônatas Edison da Silva
    Josimar Lottermann
    Julia Larissa Borges Barcella
    Karina Silva Rosa
    Luciana Barreto da Silva
    Maria Helena Santiago
    Nayara I.de Assunção
    Rafael Fernando Lewer
    Rossano Rafaelle Sczip
    Sandro Ribeiro
    Tierre Ortiz Anchieta

     

    PGE510076 – S.E. Aprofundamento conceitual na obra Ser e Tempo: Sorge
    Angelita Machado
    Daniela Cristina Viana
    Helen Bruggemann Bunn Schmitt
    Mateus de Souza Duarte

     

    PGE410342 – Grande Saúde em Nietzsche: por um diagnóstico da cultura e da Educação
    Alcinei Cabral
    Ana Karen Rosado Teixeira
    Christiane de Figueiredo Siqueira Campos
    Denise Amaral
    Fernanda de Melo
    José Rafael de Melo Reis
    Milene Guerreiro
    Nélida Alves Hoepers
    Paulo Junior Batista Lauxen
    Rafael Prim Meurer
    Regina Teixeira

    ______________________________________________________________________________

    Informamos que estarão abertas nos dias 02 e 03 de dezembro de 2020 as inscrições para alunos externos ao PPGE/UFSC. A lista de disciplinas com vagas pode ser conferida aqui.

    Para as inscrições serão considerados como alunos externos:

    • Alunos de outros programas de pós-graduação da UFSC;
    • Alunos de outros cursos de pós-graduação reconhecidos pela CAPES e
    • Alunos sem vínculo com cursos de pós-graduação.

    As inscrições serão realizadas EXCLUSIVAMENTE através do e-mail ppge@contato.ufsc.br e somente serão aceitas inscrições recebidas através deste e-mail e com todas as informações solicitadas.

    Para solicitar inscrição, é necessário encaminhar e-mail indicando qual a disciplina em que gostaria de se inscrever e informando se é vinculado ou não a curso de pós-graduação.  Para aqueles que são vinculados a cursos de pós-graduação, também é necessário encaminhar comprovante de matrícula/vínculo com curso de pós-graduação.

    No dia 04 de dezembro divulgaremos a lista dos contemplados EXCLUSIVAMENTE aqui no site. A inscrição NÃO GARANTE a vaga na disciplina, que somente será efetivada após a matrícula pela Secretaria do Programa de origem (para alunos da UFSC) ou a matrícula pela Secretaria do PPGE (alunos de programas de outras Universidades e sem vínculo a programas de pós-graduação).

    Salientamos que a equipe da Secretaria não está realizando atendimentos presenciais em função da pandemia de COVID-19. A UFSC suspendeu as atividades administrativas presenciais até 22/05/2021.


  • LIVRO DE ESTUDANTE DO PPGE/CED/UFSC NA FINAL DO PRÊMIO JABUTI.

    Publicado em 18/11/2020 às 15:39
    O historiador e mestrando Fábio Garcia, orientando do Prof. Dr. Fábio Machado Pinto no Programa de Pós-Graduação em Educação PPGE/UFSC está classificado para a final do Prêmio Jabuti de Literatura 2020, entre os cinco melhores livros do país em sua categoria.
    O livro “Ildefonso Juvenal da Silva: um memorialista negro no sul do Brasil (Biografias, Crônicas e Discursos)”, foi publicado em 2019 pela Editora Cruz e Sousa e reúne 90 artigos escritos por Ildefonso Juvenal entre os anos de 1911 a 1964, totalizando 448 páginas.

    Realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) desde 1958, o prêmio recebeu 2.599 inscrições para esta edição, 20% a mais que em 2019. A edição deste ano reuniu nomes consagrados como: Chico Buarque, Maria Valéria Rezende, Djamila Ribeiro, Paulo Scott, Edney Silveste, Luiz Ruffato e Itamar Vieira Junior.

    Quem foi Ildefonso Juvenal da Silva?

    Nascido na antiga Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, no outono de 1894, Ildefonso Juvenal, utilizou-se da Educação como instrumento de superação dos estigmas que mantinham a população negra à margem dos meios e mecanismos de ascensão social na provinciana capital do estado. Sua estreia no cenário literário de Florianópolis ocorreu em 1914, aos 20 anos, ao publicar com recursos próprios o livro “Contos Singelos”. Era apenas o início daquele que viria a ser uma das mais celebres expressões culturais na terra do autor de “Broquéis” ou, no dizer de Liberato Bittencourt, “Ildefonso Juvenal é assim, fiel, reprodução de Cruz e Sousa em terra Santa”. Ao longo de cinquenta anos, publicou sobre os mais variados campos do saber, totalizando dezessete obras, além de numerosos artigos dispersos nos jornais locais e nos periódicos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.

     O resultado dos livros vencedores será divulgado no dia 26 de novembro, às 19h, pelo canal da Câmara Brasileira do Livro, em cerimônia ao vivo.


  • Carta de Sensibilização acerca de Políticas de Permanência

    Publicado em 12/11/2020 às 10:59

    O PPGE/UFSC assina a seguinte Carta de Sensibilização acerca de Políticas de Permanência, endereçada à Universidade Federal de Santa Catarina, à Pró-Reitoria de Pós-Graduação, à Câmara de Pós-Graduação e à Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis.

    Florianópolis, 01 de novembro de 2020

    Prezadas(os) Senhoras(es),

    Pela presente carta nós, integrantes do movimento N’Aya – aquilombamento de intelectualidades afrotranscentradas – ligadas(es/os) a UFSC em níveis de graduação e de pós-graduação, apresentamos nossa reivindicação ao Conselho Universitário (CUn) da Universidade Federal de Santa Catarina. Reivindicamos a inserção das políticas específicas de ações afirmativas, por meio das políticas de permanência às travestis e transexuais nos cursos de graduação e programas de pós-graduação na UFSC.

    No dia 27 de outubro do ano em curso, tivemos a aprovação, por unanimidade, da minuta de Resolução Normativa que estabelece a Política de Ações Afirmativas para negros, indígenas, pessoas com deficiência e outras categorias de vulnerabilidade social nos cursos de pós-graduação lato sensu (especialização) e stricto sensu (mestrado e doutorado).

    Mesmo que pessoas travestis e transexuais possam ser incluídas em “outras categorias de vulnerabilidade social”, nossa população não é devidamente contemplada na resolução, o que denota mais uma vez a invisibilização de nossas pautas. Entramos nesta conquista histórica, na minuta de resolução, por direito à políticas de acesso na UFSC, enquanto sugestão/orientação. Deveríamos ser contempladas (es/os) enquanto reservas de vagas prescrita em porcentagens, bem como os 20% das vagas previstas para pessoas racializadas. Dada a demanda, entendemos que 8% para todas as outras categorias de vulnerabilidade social não dá conta de contemplar a diversidade presente nas (es/os) candidatas (es/os) aos editais de seleção.

    Na atual conjuntura, as pessoas travestis e transexuais lideram os altos índices de assassinatos com requinte de crueldade e baixa inserção no ensino superior público do país. Por isso, apesar de não compensarem ou repararem efetivamente as desigualdades sociais e atitudes discriminatórias direcionadas a esses grupos sociais, as ações afirmativas podem ser um dos caminhos para transformarmos essas situações.

    Ressaltamos que, sem políticas de permanência, as ações afirmativas de ingresso não se mostram tão eficazes como poderiam ser. Com isso, reafirmamos a importância de associar as políticas de vagas (acesso) às políticas de permanência tanto na graduação, quanto na pós. Nós, travestis e transexuais, pessoas autodeclaradas brancas e negras, estudantes da UFSC, apontamos a necessidade da construção de políticas de acesso com possibilidade de promover e incluir a nossa população de modo seguro e eficaz. Reivindicamos a política de reserva de vagas prioritárias no programa de habitação na universidade.

    A história da educação brasileira tem sido omissa com a nossa população. De acordo com a ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), a nossa população de travestis e transexuais assume apenas 0,1% das vagas no ensino superior público federal. E em grande medida, este dado se consolida devido aos assujeitamentos e ausência de políticas de permanência no sistema de educação brasileira. As políticas da educação brasileira tem sido escrita por mãos cisgêneras, sem considerar e promover a cidadania e a produção de conhecimento científico por pessoas travestis e transexuais.

    A nível da nossa instituição UFSC, isso se revela em diversas esferas, inclusive diante da ausência de dados estatísticos que estimem entre docentes, discentes e funcionários o número de pessoas por identidade de gênero; que apontem também o número de estudantes que acessam o direito ao nome social na instituição; o número de estudantes que se matriculam, que concluem o curso, que são atendidas(es/os) pelas políticas de ações afirmativas da PRAE e que registram ocorrências e denúncias na UFSC distribuídas por identidade de gênero. A universidade tem sido pensada com fins de inclusão das populações vulneráveis, porém sem considerar a obrigatoriedade das políticas de acesso ao ensino superior e sem considerar também a moradia, a alimentação, a segurança, a empregabilidade e a saúde da nossa população de travestis e transexuais.

    Dito isto, empreendemos esforços para que as(os) gestoras(es) da Universidade Federal de Santa Catarina possam atender as demandas de permanência do nosso povo. Diante das vulnerabilidades acentuadas neste período de pandemia, nós, estudantes travestis e transexuais da UFSC, precisamos de vagas na moradia estudantil. Neste contexto de exclusão, a moradia deve ser um direito para estudantes com identidade de gênero travestis e transexuais da graduação e também da pós-graduação.

    Assinam esta carta:

    Ale Mujica (mestre e doutore pelo PPGSC-UFSC)

    Izzie M. S. Amancio (mestranda PPGE-UFSC)

    Lucie Rogge (estudante de graduação de Licenciatura em Filosofia – UFSC)

    Luck Yemonja Banke Palhano (estudante de graduação de Licenciatura em Letras – UFSC)

    Luna-Nina Vanzella Cândido (estudante de graduação em Bacharelado em Cinema – UFSC)

    Rafael Luiz de Oliveira (estudante de graduação em Ciências Sociais – UFSC)

    Ti Ochôa (mestra pelo PPGI-UFSC e a primeira travesti a assumir cargo de docência na universidade, MEN-UFSC 2019-2020)

    Andreia Lais Cantelli, Instituto Brasileiro Trans de Educação – IBTE

    Iêda Leal (Coordenadora Nacional), Movimento Negro Unificado Nacional – MNU

    Keila Simpson, Presidenta da Associação Nacional de Travestis e Transexuais – ANTRA

    Bruna Benevides, da Associação Brasileira LGBTI (ABGLT)

    Associação de Pós-Graduandos da UFSC (APG-UFSC)

    Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE/UFSC


  • XIII ANPED Sul

    Publicado em 27/08/2020 às 14:26

    XIII Reunião Científica Regional Sul da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação (ANPEd-Sul) será realizada de duas maneiras: virtual com mesas temáticas ao longo do segundo semestre de 2020 e presencial no período de 22 a 24/03/2021. Será um evento promovido pela ANPEd Nacional, pelo Fórum Sul de Programas de Pós-Graduação em Educação (FORPRED-Sul) em conjunto com o Programa de Pós-Graduação em Educação da Fundação Universidade Regional de Blumenau (PPGE-FURB).

    Maiores informações no site do evento

    Confira a programação aqui


Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com